Você sabe o que é
prevenção à saúde?

“É melhor prevenir do que remediar”, a sabedoria dos antigos ditos populares hoje faz muito mais sentido quando olhamos as tendências de comportamento do mercado e as pesquisas relacionadas ao futuro da saúde.

A pandemia do COVID-19 apenas deixou mais evidente o fato de que manter corpo e mente saudáveis auxilia na manutenção da imunidade, do bem-estar e da qualidade de vida das pessoas. E que se mantivermos hábitos saudáveis
a probabilidade de nossa saúde ficar debilitada é bem menor.

Será que você usa uma abordagem preventiva?

Prevenir-se não é apenas fazer check-ups anuais ou manter o corpo ativo.
É a junção de todo um contexto de cuidado e acompanhamento que inclui estes fatores citados anteriormente. Mas o cerne desse contexto é a Atenção Primária à Saúde (APS). Em 2019, mais de 17 milhões de pessoas buscaram por serviços de atenção primária. De acordo com a pesquisa que avaliou a visão das pessoas sobre a qualidade do serviço o resultado foi um escore
de 5,9, número abaixo do ideal que deveria ser de pelo menos 6,6.

De acordo com o Ministério da saúde, a definição de Atenção Primária
à Saúde é :

“o primeiro nível de atenção em saúde e se caracteriza por um conjunto de ações de saúde, no âmbito individual e coletivo, que abrange a promoção e a proteção da saúde, a prevenção de agravos, o diagnóstico, o tratamento, a reabilitação,
a redução de danos e a manutenção da saúde com o objetivo de desenvolver
uma atenção integral que impacte positivamente na situação de saúde das coletividades.”

Aqui na Betteryoo, nós traduzimos esse conceito através da possibilidade
das empresas promoverem aos seus colaboradores um acompanhamento integrado e permanente de quatro áreas fundamentais para o equilíbrio da saúde: acompanhamento médico, psicológico, físico e nutricional. Pois acreditamos que se o corpo está em movimento, bem nutrido e com os pensamentos fluindo de uma maneira organizada e serena, sua saúde estará em dia.

Prevenção como estilo de vida.

Então o ato de prevenir antecede um exame clínico e se volta muito mais para a manutenção de hábitos saudáveis e de acompanhamento profissional que chancela a qualidade dessa manutenção. Para se alimentar bem é importante que um nutricionista veja se as práticas que você está adotando na sua dieta realmente estão corretas, por exemplo. E isso também se aplica na área dos exercícios físicos e do controle das emoções.

Quando oferecemos acesso a estes profissionais de forma integrada, juntamente a um profissional de medicina que pode enxergar sua saúde de uma maneira mais ampla, com dados reais sobre seu comportamento diário, conseguimos formar a equação ideal de prevenção e saúde integral.

A necessidade de um acompanhamento profissional fica mais evidente quando enxergamos o dado de que mais da metade das pessoas que
responderam a pesquisa de APS julgam sua saúde como boa ou muito boa. Porém, 6 em cada 10 se encontrava em um quadro de obesidade.

É mais barato prevenir do que remediar.

Ousamos adaptar o dito popular que iniciamos esse artigo para lembrar que além de melhorar o bem-estar no dia a dia das pessoas, ações de prevenção à saúde são mais baratas e inclusive reduzem a utilização e consequentemente os gastos com planos de saúde.

Um dado de 2015 estimou que R$ 22,5 bilhões dos gastos das operadoras de saúde foram com contas hospitalares geradas indevidamente. E uma fatia grande desse valor está associada à má utilização do plano de saúde por parte das pessoas, justamente por não estarem familiarizadas com a cultura da prevenção e acabarem utilizando as emergências sem necessidade.

Estas ações acabam trazendo um custo maior para as operadoras, que transferem essa carga para o preço dos planos de saúde. Por consequência, as empresas que proporcionam esse benefício para seus colaboradores acabam tendo mais gastos do que deveriam.

Outro paralelo que podemos fazer é relacionar o custo de uma consulta ou de um exame simples, com o de uma internação e uma intervenção cirúrgica.

Um exemplo é o do custo de um eletrocardiograma que custa em média R$ 85 reais para uma operadora, em comparação a de uma internação ocasionada por um infarto que pode custar mais de R$ 1.000 por dia.

Prevenção é mesmo o caminho.

Nossa ideia é que com a integração das 4 áreas oferecidas na nossa plataforma, as pessoas não cheguem ao extremo da necessidade de um tratamento custoso e psicologicamente desgastante.

Por isso, cabe a nós como plataforma, que tem a intenção de promover bem-estar e aumentar a qualidade do acesso à saúde, mostrar esses fatos e fomentar a cultura da prevenção como um estilo de vida que só traz benefícios, tanto para as empresas como para as pessoas.

Clique aqui para conhecer nossa solução e promover saúde integral e integrada para sua equipe.

Promova Saúde Integral para seus colaboradores, através da tecnologia. .

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store